fbpx
Topo
 

Blog

17 de outubro de 2019

Versão 5.3.12

– Correção no R58 – Relatório financeiro, que carregava outros títulos pagos. – Correção no R59 – Relatório financeiro,

14 de outubro de 2019

Versão 5.3.11

– Alterada rotina de auditoria de estoque, agora a opção auditoria total vem desmarcada e ao fechar pede senha. – Relatórios de Caixa r

10 de outubro de 2019

Curiosidades: Diferenças entre cupom fiscais e nota fiscais

Embora a Nota fiscal Eletrônica e o Cupom fiscal tenham basicamente a mesma funcionalidades, há algumas diferenças entre elas. E é importante para

Versão 4.2.15

– Corrigido “R17 Pedido de venda – Analítico” que somente apareciam os produtos com PIS/COFINS parametrizados.
– Criado grupo de “Informações do Responsável Técnico” nos documentos fiscais (Com parâmetro).
– Corrigido o inventário quando selecionava uma data.
– Atualização completa do sistema para atender as demandas dos browsers mais novos.

O que é a NFC-e?

A NFC-e é um documento fiscal eletrônico voltado ao cliente final e inteiramente alinhado ao SPED fiscal. Ela veio para substituir as antigas Notas Fiscais de Venda ao Consumidor (modelo 2) e o cupom fiscal que era emitido por impressoras ECF.

Vantagens da NFC-e
 
Um sistema moderno e digital costuma facilitar a vida de todas as partes envolvidas no novo processo, não é mesmo? Isso também aconteceu depois da implementação da NFC-e no Brasil — e podemos citar alguns ótimos benefícios neste artigo.
 
Impressão de cupons fiscais facilmente.
 
Antes, quem quisesse emitir suas notas fiscais precisaria do Emissor de Cupom Fiscal(ECF). Para utilizá-lo, você precisaria de uma impressora específica ( a famosa impressora fiscal) integrada ao Programa Aplicativo Fiscal.
 
Caso essa impressora apresentasse algum problema, a situação ficava complicada. Isso porque apenas empresas licenciadas pelo fisco poderia consertá-lo, burocratizando e dificultando o processo.
 
Hoje em dia, não temos mais nenhuma dessas dificuldades. Graças à NFC-e, o arquivo é completamente virtual e eletrônico. Sendo assim, o consumidor pode receber notas fiscais impressas em aparelhos comuns para impressão de cupons.

O que é necessário para emitir uma NFCe
- Inscrição Estadual (IE) em dia;
- Impressora não fiscal (deskjet, laser ou térmica);
- Computador devidamente conectado à internet
- Credencial na SEFAZ com permissões emitidas pelo órgão fazendário;
- Código de Segurança do Contribuinte 
- CSC, item dado pela SEFAZ após o Credenciamento da empresa;
- Certificado Digital de Pessoa Jurídica, padrão ICP-Brasil. Esse item Deve conter o número do CNPJ de algum dos seus estabelecimentos, se houver mais de uma unidade;
- O software emissor de NFC-e

Importância de ter um software de gestão

Por ser um procedimento virtual, é de suma importância ter um software de gestão que auxilie o trabalho. Afinal, qualquer empresa pode ter grandes problemas de frente de caixa por não conseguir contabilizar adequadamente todas as transações que forem feitas. Ter um software de gestão completo e atualizado também é crucial, pois alguns programas antigos ainda não estão prontos para gerar arquivos XML relativos à NFC-e. Sendo assim, dados podem ser perdidos, deixando seu negócio exposto a possíveis fiscalizações.
No entanto, vale ressaltar que algumas regras antigas continuam. Uma delas é o fato de que o emissor é obrigado a guardar todos os cupons fiscais emitidos durante 5 anos. Isso pode ser feito no disco rígido do seu computador, em HDs externos, em serviços na nuvem etc. Mas é fundamental ter um software de gestão que possa ajudar nessa tarefa.